old little fox

Monday, September 26, 2011

As palavras que nunca te direi, já agora: Odeio-te e dispenso sequer um olhar teu.


Sei que sou assim, e odeio-o. Por vezes não sei é uma qualidade ou um defeito.
Podes ser a pessoa mais detestada à face do universo, e podes ter-me feito muito mal no passado, mas sei que foste uma das primeiras pessoas a quem confiei tudo. Eras meu amigo.
Agora que estás em baixo, e após dois anos de desprezo teu, tentei ajudar-te. BURRA!
Obrigada por me tratares como lixo, mas sinceramente, não me importo. Para mim morreste, tal como morreste para todos os que te odeiam. Vais acabar sozinho, não é o que desejo, mas é o que vai acontecer.

No comments:

Post a Comment