old little fox

Thursday, December 12, 2013

soltar tudo não me sabendo a nada, anti-lovers


Soltar tudo não me sabendo a nada como lágrimas secas imaginárias sem aroma, deslizando no silêncio da inexistência de vida de emoção. Foram coleccionadas de tempo em tempos e escorrem tal como escorrem os líquidos em excesso em copos cheios, porque é excesso apenas. Indolor, incolor. Sem sabor, imaginário, talvez inconsciente.

1 comment: