old little fox

Tuesday, November 26, 2013


«Como ser humano ou mulher, não sou menos que ninguém.» - Esta é a frase que flutua na minha cabeça a cada segundo.
Ao longo destes anos todos fui programada a observar a dor sem indiferença, fui programada a descodificar cada gesto de cada acto em meu redor. Sou capaz de ver dor onde os outros não vêm, capaz de ver falsidade, frieza, mentiras, escárnio. Consigo ver e sentir tudo isso, coisas que para vocês estão protegidas com um manto de invisibilidade, sorrisos e abraços, é difícil abstrair-me de tanto mal. Nem preciso fazer uma pausa de segundos para desvendar alguém, com a prática tornou-me em algo subconsciente privando-me de viver a vida, ingénua.

No comments:

Post a Comment