old little fox

Thursday, January 19, 2012

Biggest part of me.


Tenho como forma de mecanismo de defesa revelado, progressivamente e ao longo destes últimos dois anos, as minhas capacidades como sonhadora sem que me aperceba, característica desenvolvida involuntariamente na tentativa de reviver memórias.
No meu mundo tenho o brilho do sol nos meus grandes olhos azuis, as flores crescem suavemente quando alguém solta uma gargalhada estridente, os pássaros cantam nos seus ninhos todo o ano como se da primavera se tratasse e o clima é sempre agradável. As lágrimas que lá existem são apenas de alegria e os ventos são calmos orientando-se para onde eu quero. As pessoas são livres, e o meu maior prazer é correr pelo meu jardim imaginário descalça de todos os problemas sobre a relva molhada de orvalho de mão dada a uma estrela brilhante.
É para lá para onde me recolho quando ameaçada no mundo real, recolho-me para um mundo que posso controlar, ao contrário deste, um mundo que se revela um sonho por não existir injustiça ou dor. Um mundo inventado cheio do mundo real, mas irreal por ser inventado. Como quero, quando quero, onde quero. Já que a realidade me desilude à medida que se desenrola.

6 comments:

  1. de nada fofinha :)
    escreves bastante bem.

    ReplyDelete
  2. omg, escreves mesmo muito bem (:

    de facto, não há nada como escapar para um jardim de forma a aliviar o que sentimos ^^ às vezes só queremos ficar sós.

    ReplyDelete
  3. Boa música e boa escrita, sigo :)

    ReplyDelete