old little fox

Friday, September 16, 2011

Com amor :)



Odeio o cansaço pela carência que este faz sentir. Porém adoro-o, única e exclusivamente quando essa mesma carência é saciada com a tua companhia, tal como a de leves e inocentes caricias que, para o meu corpo, têm o efeito regenerativo.
Não imaginas as saudades que tenho de sentir o meu corpo nú vestido de ti, envolvido pelos lençóis brancos e frios, que mal se fazem sentir. Adorava que pudesses sentir metade da satisfação que eu sinto só por dizer o teu nome, e chamar-te namorado.

20 comments:

  1. estou quase a publicar a próxima parte, amanha talvez :D*

    ReplyDelete
  2. continua assim :D
    o texto esta brutal :)

    ReplyDelete
  3. Obrigada querida, também gosto e sigo de volta :)

    ReplyDelete
  4. Muito obrigada, linda :)
    Gostei muito deste post *-*

    ReplyDelete
  5. obrigada , também gosto muito do teu :)

    ReplyDelete
  6. este texto está mesmo lindooo! :')

    obrigada*

    ReplyDelete
  7. obrigada por seguires *.*

    tbm sigo !

    ReplyDelete
  8. É claro que sigo ^^
    E a musica chama-se superman - joe brooks

    ReplyDelete
  9. obrigada querida, gosto muito do blog :)

    ReplyDelete
  10. Bem, aqui estou eu, tal como pediste.
    Eu acho que tu escreves muito bem, rapariga, não vejo nada de pobre na forma como te expressas.
    Porém, a meu ver, para melhorar poderias tentar comparar o que sentes e pensas a acontecimentos que não são imediatamente iguais. Refiro-me a metáforas e analogias, para ser mais concreta. Percebes o que digo?
    E acho que o teu blogue ficaria mais rico se, em vez de apenas expressares sentimentos amorosos teus que vais tendo, em palavras curtas, desenvolvesses, talvez, ficção. Se, por exemplo, em vez de escreveres apenas que amas o teu namorado e tens saudades dele, inventasses histórias mais complexas ou assim...
    E, a meu ver, o que mais fascina na literatura é a fusão entre o realismo e o surrealismo. O surrealismo na estrutura do texto, de forma a deixá-lo intrigante, e o realismo nas descrições apaixonantes. Por exemplo, fazeres interrupções na narrativa para descreveres com a maior exatidão possível o que vês e sentes, de forma demorada... deixares-te embriagar pelas palavras. É algo que noto que já fazes, mas acho que podias fazer ainda mais... experimenta. :)

    ReplyDelete
  11. primeiro que tudo muito obrigada minha querida :)
    gostei deste texto, mas acho que o devias escrever mais tornando-te na personagem, ou se ja a es, nao tentando torna-la com uma boa imagem mas se-la tu propria sem medo aos defeitos e isso :)

    ReplyDelete
  12. Está muito bom mesmo.
    Descreves com intensidade aquilo que sentes e é como estares a abrir a tua alma às palavras.
    Eu, pessoalmente, gosto de, no fim, deixar aquele toque de continuidade no ar. Mas de resto está muito bom. Tens uma boa estrutura, usas as pausas necessárias e as palavras estão bem empregadas, não são simples nem insípidas, são perfeitas.

    Parabéns **

    ReplyDelete
  13. Acho que não precisas de conselhos/criticas construtivas :P
    Adorei o texto, está muito bom!

    ReplyDelete
  14. Adorei o texto , está simplesmente fantástico :o

    ReplyDelete
  15. este esta mesmo lindo minha querida, acredita! *
    acho que devias de lhe mostrar :')

    ReplyDelete