old little fox

Monday, August 29, 2011

Perfect world;


Ainda ensonada, consigo sentir passos leves e apressados em direcção ao meu quarto, passos entusiasmados e radiantes.
Eu estava numa constante batalha contra o sono, é difícil embalada pelo teu perfume, mas saí gloriosa. Pouco a pouco a realidade realçava-se no meio da minha cama de casal metade fria, o que prova que ela é demasiado grande para nós os dois.
A sensibilidade do meu corpo foi aumentando à medida que acordava, e aquilo que ao princípio era um leve toque nos meus lábios foi-se tornando em algo puro e mais intenso. Só desejava que aquele momento não acabasse, isto mesmo não tendo noção do que se tratava ainda.
Chegaste-me para ti bem devagar e colocaste os teus braços em meu redor. Eu instintivamente, ainda com os olhos fechados e derretida com tanto amor, senti-me a coordenar os movimentos dos teus lábios molhados e quentes sobre os meus carentes de ti.
O som dos passinhos pequeninos estava a aproximar-se da porta, que com alguma dificuldade se abriu.
Com as bochechas rosadinhas e os olhinhos brilhantes, a menina, esboçou um grande sorriso semelhante ao do pai, e logo de seguida enfiou-se no meio dos lençóis aparecendo entre nós.